Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
36ºmax
22ºmin
Notícias

Atacado de carne bovina registrou queda em janeiro

03 fevereiro 2012 - 11h22Por Scot consultoria

O mercado atacadista de carne bovina sem osso fechou o mês de janeiro sem nenhuma alta de preços, aponta levantamento da Scot Consultoria. A perspectiva é de que a queda se mantenha nos primeiros dias de fevereiro.

No acumulado dos últimos sete dias, a desvalorização foi de 3,3%. O recuo é acentuado pelos cortes de traseiro, como vem ocorrendo desde o início de 2012. Segundo a pesquisa, o miolo de alcatra ficou 7,7% mais barato no período.

De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), no geral, o que predominou foi a acirrada queda de braço entre pecuaristas e indústrias, fomentando um mercado travado. O motivo principal desse quadro foi as vendas da carne no atacado, consideradas lentas.

Em janeiro, o Indicador do boi gordo Esalq/BM&FBovespa (mercado paulista) recuou 2,73%, fechando a R$ 98,77 no dia 31. A carcaça casada de boi no atacado da Grande São Paulo recuou expressivos 7,7% no mesmo período, passando de R$ 6,73 o quilo, no final de dezembro, para R$ 6,21 o quilo no dia 31 de janeiro.

A expectativa era de melhora nas vendas na primeira semana do mês – que antecede o pagamento de salários e, normalmente, os varejistas aguardam o comportamento sazonal de crescimento no consumo. O consumo, apesar da demora na recuperação, segue a perspectiva positiva para o mercado de carne bovina nos próximos dias, aponta a Scot.