Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
27ºmax
19ºmin
Notícias

Aprosoja quer antecipar fim do vazio sanitário em MS

30 janeiro 2012 - 11h41Por Diario MS
A Aprosoja (Associação de Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul), vai pedir ao governo do Estado a mudança nos prazos do vazio sanitário em Mato Grosso do Sul. “Precisamos trabalhar com as mesmas datas que Paraná e Mato Grosso para evitar problemas com a ferrugem asiática e até mesmo para aproveitar condições climáticas favoráveis que podem beneficiar o agricultor”, aponta Almir Dalpasquale, presidente da Aprosoja no Estado.

No Mato Grosso do Sul o vazio compreende o período de entressafra, de 1º de julho a 30 de setembro. Nos dois estados vizinhos o fim do vazio acontece no dia 15 de setembro. “Com isso, os produtores paranaenes e mato-grossenses iniciam o plantio da soja antes que os sul-mato-grossenses. Se eles tiverem casos de ferrugem asiática o risco da doença entrar no nosso Estado é maior. Outro fator relevante são condições climáticas. Em 2011 tivemos uma excelente chuva no dia 25 de setembro mas os produtores estavam impedidos de iniciar o plantio”, afirma o presidente.
 
O vazio sanitário foi adotado no Brasil em 2006 para prevenir o avanço do fungo causador da ferrugem asiática, principal problema para perdas de soja no país. São 12 estados que adotam o manejo que tem período diferenciado em algumas regiões. A reunião para discutir a questão foi na quarta-feira, no Showtec, em Maracajú, com participação também dos sindicatos rurais de Dourados e Maracaju e da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de MS).