Menu
Busca sábado, 15 de junho de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
30º
Pecuária

Abate de bovinos sobe 13,5% em MS no primeiro trimestre de 2024

Abate de suínos e de frango crescem 5% e 8%, respectivamente; MS fica em 4º no ranking de abate de bovinos

06 junho 2024 - 15h12Por Lado Rural | Campo Grande News
Abate de bovinos sobe 13,5% em MS no primeiro trimestre de 2024

Em Mato Grosso do Sul, no 1º trimestre de 2024, foram abatidas 923.723 cabeças bovinas sob algum tipo de serviço de inspeção sanitária. Essa marca representa um crescimento de 13,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. Janeiro foi o mês de maior atividade do trimestre, com um abate total de 314.468 cabeças, variação positiva de 5,6% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Os números foram divulgados nesta quinta-feira, 6, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas).

O abate de fêmeas caiu 3,9% em relação ao 1º período de 2023. Na mesma comparação, o abate de machos subiu 17,4%. No Brasil, o abate foi de 9,30 milhões de cabeças de bovinos no 1º trimestre de 2024, representando um recorde, considerando toda a série histórica da pesquisa, iniciada em 1997, e foi impulsionado por aumentos em 23 das 27 unidades da federação quando comparados ao 1º tri de 2023. 

Mato Grosso do Sul tem o 4º maior abate de bovinos do país, com 9,9% da participação nacional. Mato Grosso continua liderando, com 18,3% da participação nacional, seguido por Goiás (10,8%) e São Paulo (10,0%). 

Abate de suínos cresce 5%

Em Mato Grosso do Sul foi registrada recuperação em relação ao trimestre anterior, com 652.664 cabeças abatidas no 1º trimestre de 2024. Porém, se comparado ao 1º trimestre de 2023, houve queda de 6,1%. No Brasil, o abate de 229,81 mil cabeças de suínos a menos no 1º trimestre de 2024, em relação ao mesmo período do ano anterior, foi impulsionado por quedas em 15 das 24 unidades da federação participantes da pesquisa.

No ranking entre os estados, Mato Grosso do Sul figura a 7ª posição ficando nas primeiras posições SC, com 4,1 milhões de suínos abatidos, e o PR, com 3,1 milhões.

Abate de frangos sobe 8,1%

O número de frangos abatidos no estado foi de 45,47 milhões de cabeças. O número é 8,1% maior que o registrado no último trimestre de 2023 (42,04 mi de cabeças) e fica logo à frente (0,1%) do valor obtido no 1º tri de 2023 (45,39 mi de cabeças).

O abate de frango registrou 102,54 mil toneladas (t) em peso das carcaças. O recorde da série histórica foi obtido no 2º trimestre de 2022 (108,99 mil t). Comparado ao 4º trimestre de 2023 (94,36 mil t) houve um aumento de 8,7%. Já se comparado ao mesmo período de 2023 (105,04 mil t), houve queda de 2,38%.