Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
36ºmax
22ºmin
Notícias

3° Fórum Brasil-Bolívia busca romper barreiras comerciais

26 abril 2011 - 11h25Por Acrissul
3° Fórum Brasil-Bolívia  busca romper barreiras comerciais

Abrindo o fórum realizado no último sábado o presidente da Acrissul Francisco Maia comentou a forma amiga e fraterna que foram recebidos em Santa Cruz no 2° Fórum Brasil- Bolívia realizado em meados do ano passado. “O Boliviano é um povo hospitaleiro, eles têm uma pecuária desenvolvida e uma genética forte e ainda contam com uma entidade sólida que é a Asocebu (Associação dos Criadores de Zebu da Bolívia)”.

O Vice Presidente da Acrissul Jonatan Barbosa um dos precursores do assunto no estado, afirma que o objetivo do 3° fórum é continuar colhendo melhores resultados cumprindo o protocolo dentro da lei, uma primeira conquista almejada pelos participantes é o comércio livre de embriões e sêmens entre os dois países.

Amadeu Amorim diretor do Senasag órgão de sanidade federal da Bolívia, também esteve presente na reunião, junto com Mauricio Epelbaum presidente da Asocebu, o fórum colocou em debate opções para destravar barreiras que impeçam o reconhecimento internacional entre a Bolívia e o Brasil.

Em discurso Epelbaum afirma, “a hospitalidade Brasileira é famosa e sentimos quando chegamos aqui, a Asocebu quer dar passos seguros, firmar protocolo e viabilizar a exportação de sêmen”. Encerrando a palavra Mauricio cumprimentou a iniciativa da realização do fórum deixando um convite para a ExpoCruz (exposição agropecuária de Santa Cruz) já firmando o segundo passo da reunião e marcando o próximo fórum em setembro na Bolívia.

Para Orlando Baez, Superintendente Federal da Agricultura, o ministério da agricultura não medirá esforços para o alcance dos objetivos citados “ chegaremos ao mesmo status que temos hoje com o Paraguai, eu tenho uma equipe técnica a disposição e vocês podem contar, um dos grande avanços será destravar o pacto andino” afrima Baez á autoridades Bolivianas.