Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
40ºmax
23ºmin
ExpoMS

Expositores fazem balanço da Expo MS e dizem que foi muito positiva

14 outubro 2009 - 15h46

Muitos negócios fechados, outros que serão fechados no decorrer do mês e projeção nacional, são alguns dos resultados positivos da 1ª Expo MS, na avaliação dos expositores. A feira durou onze dias e teve a participação de diversas entidades ligadas não só a pecuárias, mas também a todos os setores da produção rural, desde a criação de peixes e produção familiar até cursos para maximizar a produtividade da terra.

Aliás, cursos e palestras não faltaram durante Expo MS. Quem foi ao Parque de Exposições Laucídio Coelho teve a oportunidade de conhecer as tendências do mercado, técnicas e estratégias que podem agregar valor ao produto final e torná-lo mais competitivo no mercado.       

O presidente da ABPO (Associação Brasileira de Pecuária Orgânica), Leonardo Leite de Barros, disse que durante o evento houve uma repercussão nacional com relação às questões do Pantanal. “A visibilidade dos problemas da região pantaneira foi tão grande que virou tema de discussão no Congresso Nacional”, comenta. Para Barros, a Expo MS foi um sucesso e deve permanecer no calendário de eventos de Campo Grande. 

A ABPO homenageou personalidades e organizações que durante o ano realizaram ações que contribuíram para a preservação do bioma pantanal. Entre elas estão o presidente do grupo JBS, José Batista Sobrinho Júnior, que criou a marca Organic Beef; o presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) Francisco Maia, por apresentar um estudo no qual mostra que 85% do bioma continua intacto; e a organização não-governamental WWF Brasil, por desenvolver o programa Pantanal para Sempre.

"A Expo MS lançou um novo modelo de evento e alcançou êxito mostrando que deve se repetir nos próximos anos, pois é mais uma oportunidade de negócios para Mato Grosso do Sul", resumiu a secretária Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias (Produção e Turismo).

A Secretária esteve presente no evento com um pavilhão mostrando como funcionam 14 cadeias produtivas em Mato Grosso do Sul. Também deu orientação aos produtores e àqueles que estavam interessados em iniciar uma nova atividade. 

“O Chico [Maia] está de parabéns, organizou uma festa muito bonita. Para onde quer que a gente olhasse percebia o capricho com que tudo foi feito. Acredito, se continuar assim, no ano que vem vai ser ainda melhor”, avaliou Antônio Horácio Azambuja, que levou o Restaurante Linguiça de Maracajú para a Expo MS.

Sandra Tavares, gerente comercial da Mahindra Aura, ressaltou que a feira foi uma oportunidade de expor o veículo e a marca ao nicho de mercado que a empresa pretende atingir. “Fizemos muitos contatos que podem resultar em vendas”, comenta.

Sérgio Dias Campos, diretor da Perkal Automóveis, disse que a movimentação no stand foi ótima e avalia que a realização de uma segundo edição da Expo MS vai fazer com que o evento se sedimente na cidade. “O público vai ser maior, pois já estarão voltados para a feira”.

 “Foi um sucesso só em estar resgatando a credibilidade do criador. Quero parabenizar a direção da Acrissul, pois conseguiu gerar nos empresários o desejo de participar, isso devido sua atuação dinâmica. Eu, particularmente, gostei muito”, disse.