Menu
Busca sábado, 05 de dezembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
30ºmax
24ºmin
ExpoMS

Expo MS será a feira do conhecimento, diz presidente da Acrissul, Francisco Maia

21 setembro 2009 - 15h12Por Assessoria de imprensa / Jeffersson da Luz

Uma feira do conhecimento, assim o presidente da Acrissul (Associação do Criadores de Mato Grosso do Sul), Francisco Maia, definiu a 1ª Expo MS. Na manhã de hoje, ele recebeu a imprensa do Estado para apresentar as atrações do evento. “Teremos três tendas onde serão ministradas 66 palestras sobre tudo o que diz respeito à agropecuária”, disse. “Não existe ganho de produtividade sem conhecimento”, reforçou.

Maia, que assumiu a presidência da entidade há poucos meses, lembrou que a proposta da Expo MS foi considerada muito “ousada”, mas que para se utilizar melhor as instalações do Parque de Exposições Laucídio Coelho era necessária a realização de mais eventos, não só a Expogrande, uma vez por ano. “Todos podem ter certeza de que será uma festa muito bonita”, garantiu.

Outro número que mereceu destaque foi o da quantidade de leilões que serão realizados, trinta e três. Segundo o presidente da Acrissul, é um recorde de leilões em toda a região Centro Oeste reunidos em um só evento, o que devem movimentar cerca de R$ 16 milhões. Os leilões começaram já no dia 18 de setembro.

Um dos parceiros da Expo MS é o Banco do Brasil, que já garantiu R$ 33 milhões para a aquisição de animais, e mais R$ 30 milhões a compra de equipamentos. Além dele, participam outros três bancos: Sicred, BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) e Bradesco. “Portanto, é importante que o produtor, que tiver interesse em fazer negócios durante a feira, vá até a sua agência e regularize seu cadastro”, avisa.

O que também deve atrair um grande número de pessoas ao evento são os shows, a expectativa é de que 200 mil pessoas passem pelo parque durante os onze dias da feira. “Procuramos os artistas da terra para trazermos para cá. A casa deles é aqui e temos de dar oportunidade a eles também”, argumentou Maia.

Uma atração que deve chamar a atenção do produtor e do público em geral será a apresentação da cadeia produtiva de diversas áreas do setor. Será possível conhecer todas as fases pelas quais passa um produto até chegar às mãos do consumidor; começando no plantio e terminado com a comercialização.

Parceiros – A secretária Tereza Cristina Correia da Costa Dias (Produção e Turismo), presente durante a coletiva, disse que a Secretaria terá um espaço na Expo MS. “Haverá um gabinete da Seprotur aqui no parque para ouvirmos o produtor sobre suas necessidades. Tenho certeza de que o evento será um sucesso absoluto. Com a interação entre a população urbana e o meio rural”, prevê a secretária. Ela disse ainda que no dia 6 de outubro deve anunciar boas notícias para o setor, mas fez segredo sobre o que se trata.

O presidente da Famassul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) Ademar Silva Júnior, disse que a feira é uma demonstração da força do agronegócio. “Vamos continuar fazendo nosso papel de produzir e gerar empregos para este Estado”, comentou.