Menu
Busca segunda, 26 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
27ºmax
22ºmin
Agricultura

CNA assina acordo de cooperação técnica com o Ministério da Agricultura

07 outubro 2009 - 00h00Por Sato Comunicação

A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, e o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, assinaram Acordo de Cooperação Técnica para o desenvolvimento e implantação de plataforma de dados sobre o rebanho bovino do Brasil. O evento ocorreu nesta quarta-feira, sete de outubro, na sede da CNA, em Brasília.

A CNA terá como função principal realizar a gestão dos dados do Serviço de Rastreabilidade da Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos (Sisbov), e com isso irá atestar a procedência do gado destinado ao consumo interno ou direcionado a exportações, dando maior grau de qualidade às operações no mercado de carne bovina.

“O Ministério da Agricultura está dividindo a responsabilidade com a CNA em relação ao Sisbov, ao rastreamento de todo o rebanho brasileiro para a exportação. Estamos encontrando uma aliança público-privada para que possamos dar mais eficiência na gestão do Sisbov. Acho que vai ser muito importante para o Brasil essa credibilidade que vamos demonstrar, esse profissionalismo. A medida já foi comunicada à União Européia e muito bem aceita.”, citou a senadora.

Segundo Kátia Abreu, os investimentos no projeto somarão R$ 12 milhões, divididos entre a CNA e o Ministério da Agricultura. “O produtor terá mais tranqüilidade com relação aos contratos feitos no mercado brasileiro e também lá fora. É uma aliança importantíssima para dar credibilidade. E tudo aquilo que tem credibilidade sanitária tem que valer mais”, disse a presidente da CNA. A CNA vai desenvolver software aplicativo do Sisbov.

O Mapa vai fornecer as informações necessárias para a implantação do novo sistema de dados, ou seja, a base geral de dados estará sempre sob o controle do governo. A união de esforços permitirá o desenvolvimento da Plataforma de Governança do Agronegócio (PGA), a qual abrigará o Banco Nacional de Dados, um cadastro único de informações.

A novidade vai gerar benefícios também para o sistema de geração da Guia de Trânsito Animal (GTA), que será emitida por meio eletrônico, mais rápido e mais barato. A plataforma de governança será desenvolvida e implantada pela CNA e repassada ao Mapa, conforme estabelece o acordo de cooperação técnico. Por outro lado, toda a operacionalização do sistema Sisbov ficará sob a responsabilidade da CNA.

No futuro poderão ser integrados outros sistemas de monitoramento. Uma das possibilidades é o sistema de sanidade vegetal. Conforme explicou o vice-presidente de Finanças da CNA e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso do Sul (Famasul), Ademar Silva Júnior, a proposta cria uma solução única de soluções para o controle de bovinos, mantendo o Mapa como órgão normatizador e fiscalizador e a CNA como gestora dos dados, operacionalizando o Sisbov e validando a certificação. “Os consumidores terão garantia de origem, rastreamento e certificação”, disse Silva Júnior.