Menu
Busca quinta, 21 de janeiro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
28ºmax
21ºmin
Agricultura

Wagner Rossi é alvo de denúncias de corrupção na Agricultura

01 agosto 2011 - 11h36Por Canal Rural

O ministro da Agricultura, Wagner Rossi, do PMDB, é alvo de denúncias de um esquema de corrupção, segundo reportagem da edição desta semana da revista Veja. A acusação diz que existe um consórcio entre o PMDB e o PTB para controlar a estrutura do Ministério. O objetivo seria o desvio de verbas da pasta.

As afirmações foram feitas por Oscar Jucá Neto, irmão do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). Neto foi exonerado na semana passada do cargo de diretor financeiro da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento). Ele é acusado de ter repassado recursos da Conab a uma empresa fantasma.

O ex- diretor revelou a revista dois casos de negócios irregulares envolvendo a Conab. Em um deles, a Companhia estaria atrasando o repasse de 1R$ 4,9 milhões à empresa agrícola Caramuru Alimentos, uma vez que representantes da Conab negociavam um aumento de R$ 5 milhões no montante, valor que seria repassado ilegalmente a autoridades do ministério.

Outro caso envolve a venda de um terreno da estatal, em uma das regiões mais valorizadas de Brasília. Uma empresa de um amigo do senador Gim Argello, do PTB-DF, teria sido beneficiada na aquisição de um imóvel pelo preço mínimo: R$ 8 milhões – um quarto do valor estimado de mercado.

Em nota, o Ministro da Agricultura, negou que as ações tenham ocorrido durante sua gestão e criticou a reportagem: “É lamentável que um veículo de imprensa abra suas páginas para um homem afastado do serviço público exatamente por acusações de irregularidades levantadas por esta mesma revista”.

Wagner Rossi disse ainda que os valores de pagamentos a empresas privadas são definidos pela Justiça e não pela Conab.