Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
27ºmax
19ºmin
Agricultura

Agricultores da União Europeia devem receber 150 milhões de euros após prejuízos com a E.coli

08 junho 2011 - 11h43Por Agência Brasil

A Comissão Europeia propôs nesta terça-feira (07/06) enviar 150 milhões de euros para os produtores agrícolas atingidos pelos efeitos do surto da .    bactéria E.coli. A decisão ainda está sendo discutida durante reunião extraordinária dos ministros da Agricultura dos 27 países que compõem a União Europeia, em Luxemburgo.

Segundo o comissário europeu da Agricultura, Dacian Ciolos, é fundamental ajudar os produtores rurais que acumulam prejuízos devido à suspensão da venda de pepinos e tomates por suspeitas de contaminação.

Ciolos afirmou que o valor exato a ser repassado para cada região e produtor será definido pelos governos. O total de indenizações será calculado a partir dos prejuízos acumulados desde o fim de maio até o fim deste mês.

De acordo com especialistas, a área mais afetada pela bactéria E.coli é o norte da Alemanha. O alerta provocado pelo surto gerou a queda no consumo de produtos como pepinos e tomates. Só em Portugal, os produtores afirmam ter prejuízos de 5 milhões de euros.

Mais de 2,2 mil pessoas em 12 países já apresentaram sintomas de infecção intestinal provocada pela bactéria. Das 22 mortes registradas, apenas uma ocorreu fora da Alemanha, na Suécia. Alguns dos infectados desenvolveram uma síndrome que ataca os sistemas renal e nervoso.