Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
28ºmax
13ºmin
Expogrande

Cavalo Pantaneiro leva cultura e resiliência do Pantanal à 79ª Expogrande

07 abril 2017 - 17h13Por Fabio Pellegrini
Cavalo Pantaneiro leva cultura e resiliência do Pantanal à 79ª Expogrande

Têm início hoje (7) as provas funcionais do Cavalo Pantaneiro. Mais de 70 animais serão avaliados nas competições de tira-boi e laço técnico. A realização é da Associação de Criadores de Cavalo Pantaneiro do Mato Grosso do Sul (ACCP-MS).

O primeiro é conhecido tradicionalmente como o esporte mais praticado no meio rural. O segundo resume-se a uma prova de extrema destreza e companheirismo em que dois cavaleiros devem apartar o gado em ordem numérica pré-determinada pelo árbitro em menor tempo, em um curral em forma de 8.

"Além de mostrar as habilidades do Cavalo Pantaneiro em atividades físicas de máximo esforço, as provas trazem para a Expogrande um pouco da cultura pantaneira, pois fazem parte da tradição de unir os amigos na tentativa de amenizar a distância que as condições geográficas do Pantanal impõem", conta Alexandre Penna, presidente da ACCP-MS.

As refeições do grupo, formado por criadores e funcionários, são feitas com o típico fogo de chão, tendo arroz carreteiro, mandioca cozida, feijão, macarrão frito e carne assada como sustento. O evento congraça de peões, patrões e as respectivas famílias, que se divertem participando e assistindo as provas. A divisão política dos estados de MS e MT pouco importa, no ambiente de confraternização, todos são pantaneiros, o que se percebe facilmente no sotaque.

Ontem (6), aconteceu o julgamento morfológico, ocasião em que especialistas analisam os animais de 20 criadores de Cavalo Pantaneiro de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul, o que tende a valorar os animais para comercialização. Houve ainda uma palestra dos pesquisadores Sandra Santos e Samuel Paiva, da Embrapa.

No sábado (8), a partir das 9 horas, seguem as provas de laço técnico e tira-boi. Na sequência será feita a entrega de trofeus aos vencedores do julgamento morfológico e a apresentação dos animais do 2o Leilão Pantaneiro Rancharia e convidados, que acontece às 20h.

"A Expogrande é o momento mais adequado para que as pessoas interessadas conheçam e adquiram animais da raça. O que apresentamos aqui é o que temos de melhor e muita gente vai se surpreender", ressalta o presidente da ACCP-MS, Alexandre Penna.

Ele conta ainda que a ACCP-MS está organizando um evento de celebração previsto para maio no Corixão, no Pantanal, que terá leilão e cavalgada. "A programação será divulgada durante a Expogrande, na fanpage fb.com/accpms e no instagram @accpms".

Diferenciais do Cavalo Pantaneiro

Na lida com o gado, o Cavalo Pantaneiro suporta as intempéries de um dia exaustivo de trabalho, tendo como aliados cascos resistentes e sendo rústico (sem necessitar de cuidados especiais). No mercado do turismo, sua docilidade é ideal para o trato com turistas. Nas competições esportivas, como o enduro equestre e as provas de laço, a raça se destaca pela agilidade e fôlego.

Estudos da Embrapa Pantanal indicam que para a conservação da raça a preservação do Pantanal se faz necessária, já que a alimentação baseada no capim nativo foi o que a manteve resistente ao longo de séculos. A instituição desenvolve, em parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Pantaneiro (ABCCP), pesquisas em manejo, melhoramento genético e sanidade, com tecnologias transferidas aos produtores para conservação e aumento da qualidade da raça.

79ª Expogrande

A Expogrande acontece até o dia 09 de abril no Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande (MS), e conta com extensa agenda de leilões, competições e palestras técnicas, além de shows, gastronomia variada, e oportunidades facilitadas de negócios.

A entrada é gratuita até as 16h e, a partir das 18h é cobrado o valor do ingresso. Domingo, último dia de feira agropecuária, o visitante não paga para entrar durante todo o dia.

Mais informações pelo telefone (67) 3345-4200.