Notícias

Em disputa por terras, índios bloqueiam estrada no sul de MS

11 de novembro de 2013

A tropa leva o gado para uma área arrendada, medida adotada por um pecuarista depois que a fazenda dele foi ocupada por índios guarani-kaiowá da aldeia Porto Lindo, há duas semanas. A propriedade fica no município de Japorã, extremo sul do estado.

 
O rebanho de 500 cabeças agora está em uma área pequena. Segundo o produtor, Ivagner José Varago, o pasto não é suficiente para a alimentação. Para evitar mais prejuízos, o produtor já vendeu metade do rebanho.
As 14 fazendas ocupadas pelos indígenas desde outubro totalizam 9,46 mil hectares. A área é reivindicada pelos índios há 10 anos.
 
Os fazendeiros entraram na Justiça pedindo a reintegração de posse, mas apenas em uma fazenda a Justiça determinou que os indígenas saíssem.
 
Na quarta-feira passada (6), o oficial de Jjustiça tentou entregar a determinação de reintegração de posse, mas os índios se recusaram a recebê-lo.
 
Em protesto à decisão da Justiça, os índios bloquearam um trecho da MS-386, que liga Japorã a Iguatemi. A única opção de desvio passa por dentro de uma das fazendas onde estão os indígenas e apenas ambulâncias e carros oficiais estão usando esse caminho.
 
Durante o mês de novembro, Mato Grosso do Sul realiza a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, mas muitos produtores da região não estão conseguindo vacinar o rebanho. “Eu encontrei a estrada impedida pelos índios, que não deixaram a gente passar, agora eu espero que eles liberem", diz a criadora Aparecida Varago.
 
Como os índios se negaram a receber a notificação de reintegração de posse, a Justiça ainda não informou como e quando ela será realizada.

Fonte: G1
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Reinaldo anuncia metas na infraestrutura e quer prioridade ao escoamento da safra 23 de janeiro de 2019 O governador Reinaldo Azambuja anunciou que o Estado fará um replanejamento do sistema viário para estabelecer as obras prioritárias que serão exe...
Exportações com milho mantém desempenho positivo 23 de janeiro de 2019 Novos reajustes positivos para as cotações do cereal. O último indicador do CEPEA (21/jan) subiu 1,51% elevando a referência do físico para R$ 38...
Mercado do boi gordo com baixa movimentação em todas as praças 23 de janeiro de 2019 A quarta semana do ano começou com os compradores e vendedores analisando o mercado. Isso fez com que houvesse mais especulação do que negócios se...
Algumas áreas de algodão em MS foram replantadas por conta da estiagem 23 de janeiro de 2019 A Ampasul, Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Algodão publicou mais um informativo do seu programa Boas Práticas Fitossanitárias do ...
Recuo nas cotações da carne bovina no atacado 23 de janeiro de 2019 São três semanas seguidas de reajustes negativos no preço da carne bovina sem osso vendida no mercado atacadista. Desde o final de dezembro de 2018...
Nova fronteira agrícola será tema de congresso em Campo Grande 23 de janeiro de 2019 Os solos arenosos serão o centro do debate entre os dias 07 e 10 de maio, quando Campo Grande (MS) receberá o III Simpósio Brasileiro de Solos Aren...
Preço do farelo de algodão acompanhou a queda do farelo de soja 23 de janeiro de 2019 Os preços do farelo de algodão caíram acompanhando o farelo de soja e a soja grão, que por sua vez recuaram em função do câmbio e da pressão d...