Notícias

China pretende enviar missão técnica ao Brasil

11 de novembro de 2013

A China pretende enviar uma missão ao Brasil para inspecionar frigoríficos no País. Segundo o Ministério da Agricultura a data ainda não foi definida, mas informações da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) indicam que a visita deve ser realizada até 15 de dezembro. O ministro da Administração Geral de Supervisão de Qualidade, Inspeção e Quarentena da República Popular da China (Aqsiq), Zhu Shuping, acenou com a possibilidade durante reunião com o ministro da Agricultura,Antônio Andrade, na sexta-feira, 8. 

 
Durante o encontro, Andrade pediu o fim das restrições ao produto. O ministro chinês anunciou que dará prioridade à questão do embargo da carne bovina brasileira, que está em vigor desde dezembro de 2012, quando foi divulgado caso não-clássico de encefalopatia espongiforme bovina (EEB, também conhecida como Mal da Vaca Louca) registrado no Paraná, em 2010.
 
Para a presidente da CNA, senadora Kátia Abreu, os técnicos da AQSIQ constatarão que não há ameaça da doença no país, encerrando o período de embargo. Também há interesse na ampliação do número de fornecedores para este mercado. Antes do embargo, nove  plantas brasileiras estavam autorizadas a vender carne bovina para a China continental, enquanto a Argentina tem 18 frigoríficos habilitados e o Uruguai, 22.
 
Durante o encontro, Andrade solicitou a habilitação de estabelecimentos brasileiros de carne de aves e suínos, já vistoriados e aprovados pelo serviço veterinário chinês. Outro pedido foi a revisão da suspensão das exportações brasileiras de alimento para animais, "visto que apenas uma empresa foi incorreta, mas todo o setor foi punido".
 
Esta foi a última reunião da comitiva brasileira na China, que está no País desde o último final de semana e retorna no domingo, 10. Empresários do agronegócio e lideres de entidades também participam de missão ao país, coordenada pela CNA. 
 
Antônio Andrade avaliou a viagem como extremamente positiva. “Conseguimos vários avanços com esta visita. Além de acompanhar o vice-presidente Michel Temer em missões importantes, conseguimos a assinatura de dois protocolos (para exportação de milho e biotecnologia) e a promessa de cooperação para resolver nossas questões agrícolas com a China”, frisou o ministro.
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

África do Sul abre mercado para a manga brasileira 16 de julho de 2018 Autoridades sul-africanas concluíram os requisitos e aprovaram o modelo de Certificado Fitossanitário para a importação de mangas do Brasil. De ac...
Câmara dos Deputados aprova MP que impede União de retomar lote hipotecado 16 de julho de 2018 A Câmara dos Deputados aprovou nesta semana a Medida Provisória 824, que impede o estado de retomar lote cedido para projeto público de irrigação...
Dificuldade na compra de boiadas e escoamento lento mantém cotações equilibradas 16 de julho de 2018 Os negócios ocorrem de forma mais comedida no mercado do boi gordo. De maneira geral há irregularidade na oferta. É cada vez mais difícil encontra...
Saldo da balança do agro em junho é de US$ 8,17 bilhões 16 de julho de 2018 A Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou nesta sexta-feira (13) o resultado das exp...
Colheita do milho chega a 25% no Centro-Sul 16 de julho de 2018 O levantamento da consultoria AgRural mostra que, com ritmo acelerado apenas em Mato Grosso e grande atraso no Paraná, a colheita da safrinha de milh...
Guerra comercial pode beneficiar soja brasileira 16 de julho de 2018 Em resposta à sobretaxa imposta pelos Estados Unidos a produtos chineses, o país asiático anunciou medidas contra importações de produtos norte-a...
Preços da carne bovina estão em queda no varejo 16 de julho de 2018 Carne sem osso sem força no varejo. Segundo levantamento da Scot Consultoria, em São Paulo a queda no preço foi de 0,3% nesta semana. Em Minas Gera...