Notícias

China pretende enviar missão técnica ao Brasil

11 de novembro de 2013

A China pretende enviar uma missão ao Brasil para inspecionar frigoríficos no País. Segundo o Ministério da Agricultura a data ainda não foi definida, mas informações da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) indicam que a visita deve ser realizada até 15 de dezembro. O ministro da Administração Geral de Supervisão de Qualidade, Inspeção e Quarentena da República Popular da China (Aqsiq), Zhu Shuping, acenou com a possibilidade durante reunião com o ministro da Agricultura,Antônio Andrade, na sexta-feira, 8. 

 
Durante o encontro, Andrade pediu o fim das restrições ao produto. O ministro chinês anunciou que dará prioridade à questão do embargo da carne bovina brasileira, que está em vigor desde dezembro de 2012, quando foi divulgado caso não-clássico de encefalopatia espongiforme bovina (EEB, também conhecida como Mal da Vaca Louca) registrado no Paraná, em 2010.
 
Para a presidente da CNA, senadora Kátia Abreu, os técnicos da AQSIQ constatarão que não há ameaça da doença no país, encerrando o período de embargo. Também há interesse na ampliação do número de fornecedores para este mercado. Antes do embargo, nove  plantas brasileiras estavam autorizadas a vender carne bovina para a China continental, enquanto a Argentina tem 18 frigoríficos habilitados e o Uruguai, 22.
 
Durante o encontro, Andrade solicitou a habilitação de estabelecimentos brasileiros de carne de aves e suínos, já vistoriados e aprovados pelo serviço veterinário chinês. Outro pedido foi a revisão da suspensão das exportações brasileiras de alimento para animais, "visto que apenas uma empresa foi incorreta, mas todo o setor foi punido".
 
Esta foi a última reunião da comitiva brasileira na China, que está no País desde o último final de semana e retorna no domingo, 10. Empresários do agronegócio e lideres de entidades também participam de missão ao país, coordenada pela CNA. 
 
Antônio Andrade avaliou a viagem como extremamente positiva. “Conseguimos vários avanços com esta visita. Além de acompanhar o vice-presidente Michel Temer em missões importantes, conseguimos a assinatura de dois protocolos (para exportação de milho e biotecnologia) e a promessa de cooperação para resolver nossas questões agrícolas com a China”, frisou o ministro.
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Peculiaridades de MS são inseridas em propostas da CNA para Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018 21 de fevereiro de 2017 O workshop desta segunda-feira (20), conduzido pelo presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito...
Com baixo consumo, preço da carne bovina cai 7% em Campo Grande 21 de fevereiro de 2017 Queda na arroba do boi além do consumo ainda desaquecido e migração das famílias para outras opções de proteína mais baratas, como o frango e c...
Safras de milho e soja da Argentina têm boas condições após chuvas, dizem analistas 21 de fevereiro de 2017 Chuvas nas principais regiões produtoras de grãos da Argentina na última semana favoreceram as safras de soja e milho 2016/17 do país, que estão ...
Oferta de fêmeas aumenta e ajuda a pressionar cotações da arroba em MS 21 de fevereiro de 2017 No Mato Grosso do Sul o mercado do boi gordo está bastante ofertado, promovendo recuos expressivos nos preços.A gestora do departamento econômico d...
Mapa disponibiliza relatório de subvenção ao prêmio do seguro rural 21 de fevereiro de 2017 O detalhamento da execução do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PRS), em 2016, com orçamento de R$ 400 milhões, 41,8% acima do d...
Na volta do feriado nos EUA, soja opera alta nesta 3ª com suporte de chuvas na Argentina 21 de fevereiro de 2017 O mercado da soja na Bolsa de Chicago voltou do feriado nos EUA atuando em campo positivo nesta terça-feira (21). Por volta de 7h10 (horário de Bras...
Piso salarial do trabalhador rural de MS será de R$ 1.036 a partir de março 21 de fevereiro de 2017 A partir do dia 1º de março, o piso salarial do trabalhador rural de Mato Grosso do Sul será de R$ 1.036, com vigência  até 28 de fevere...