Notícias

China pretende enviar missão técnica ao Brasil

11 de novembro de 2013

A China pretende enviar uma missão ao Brasil para inspecionar frigoríficos no País. Segundo o Ministério da Agricultura a data ainda não foi definida, mas informações da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) indicam que a visita deve ser realizada até 15 de dezembro. O ministro da Administração Geral de Supervisão de Qualidade, Inspeção e Quarentena da República Popular da China (Aqsiq), Zhu Shuping, acenou com a possibilidade durante reunião com o ministro da Agricultura,Antônio Andrade, na sexta-feira, 8. 

 
Durante o encontro, Andrade pediu o fim das restrições ao produto. O ministro chinês anunciou que dará prioridade à questão do embargo da carne bovina brasileira, que está em vigor desde dezembro de 2012, quando foi divulgado caso não-clássico de encefalopatia espongiforme bovina (EEB, também conhecida como Mal da Vaca Louca) registrado no Paraná, em 2010.
 
Para a presidente da CNA, senadora Kátia Abreu, os técnicos da AQSIQ constatarão que não há ameaça da doença no país, encerrando o período de embargo. Também há interesse na ampliação do número de fornecedores para este mercado. Antes do embargo, nove  plantas brasileiras estavam autorizadas a vender carne bovina para a China continental, enquanto a Argentina tem 18 frigoríficos habilitados e o Uruguai, 22.
 
Durante o encontro, Andrade solicitou a habilitação de estabelecimentos brasileiros de carne de aves e suínos, já vistoriados e aprovados pelo serviço veterinário chinês. Outro pedido foi a revisão da suspensão das exportações brasileiras de alimento para animais, "visto que apenas uma empresa foi incorreta, mas todo o setor foi punido".
 
Esta foi a última reunião da comitiva brasileira na China, que está no País desde o último final de semana e retorna no domingo, 10. Empresários do agronegócio e lideres de entidades também participam de missão ao país, coordenada pela CNA. 
 
Antônio Andrade avaliou a viagem como extremamente positiva. “Conseguimos vários avanços com esta visita. Além de acompanhar o vice-presidente Michel Temer em missões importantes, conseguimos a assinatura de dois protocolos (para exportação de milho e biotecnologia) e a promessa de cooperação para resolver nossas questões agrícolas com a China”, frisou o ministro.
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Custos de produção da pecuária leiteira têm nova queda em maio 22 de maio de 2017 Os custos de produção da pecuária leiteira tiveram nova queda em maio. Foi o quarto mês consecutivo de queda.As quedas nas cotações dos alimento...
Demanda mundial em alta dá sustentação ao farelo de soja 22 de maio de 2017 A alta demanda pelo grão, principalmente da China, e o atraso do plantio nos Estados Unidos, devido às más condições climáticas, pontualmente de...
Baixa movimentação no mercado de reposição 22 de maio de 2017 O mercado de reposição ainda não está a todo vapor e os negócios não avançam de forma geral.O cenário do mercado do boi gordo, muito tumultuad...
Mercado do boi gordo especulado e com muita incerteza 22 de maio de 2017 As delações da semana que passou não refletiram somente no cenário político do país. Incerteza e especulação cresceram no mercado do boi gordo...
Saiba como definir uma suplementação nutricional estratégica durante o período das secas 22 de maio de 2017 Gustavo Rezende Siqueira é formado em zootecnia pela Universidade Federal de Lavras, possui mestrado e doutorado pela UNESP, campus de Jaboticabal e ...
Monopólio da JBS: Pecuarista não tem alternativa de venda e amarga prejuízos 22 de maio de 2017 Realizando somente compras no prazo com 30 dias e sendo a única unidade de abate em muitas regiões do país, pecuaristas estão sem alternativa de v...
JBS admite que atuou no câmbio nos últimos dias e disse que prática visava a 'proteção financeira' 22 de maio de 2017 A JBS admitiu que comprou dólar nos últimos dias e disse que movimentações "seguem alinhadas à sua política de gestão de riscos e proteç...