Notícias

Inspeção veicular reprova mais de 80% por falhas de segurança

15 de agosto de 2009

Mais de 80% dos veículos pesados (caminhões, ônibus e caminhonetes) que são submetidos à inspeção veicular reprovam por apresentar algum problema. Dentre esses, mais de 50% estão com os freios danificados. Esse índice também é grande para carros de passeio. Cerca de 65% dos veículos, geralmente com mais de cinco anos de uso, que são inspecionados reprovam pelo mesmo problema. Segundo o responsável técnico da Revisa, uma das duas empresas credenciadas pelo Inmetro no Estado para a inspeção veicular, Péricles Mainardi, são mais de 130 itens de segurança avaliados. Entre eles os primordiais, como: freios, suspensão, direção, pneus e sistema elétrico. Ele explica que a situação é preocupante. “Nos deparamos com veículos sem condições alguma de estarem transitando nas vias e rodovias.

Esse é um fato preocupante pois apresenta o descaso dos proprietários e que pode ocasionar acidentes gravíssimos”, comenta. Mesmo que a inspeção seja obrigatória, prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), Artigo 106º, são poucos os veículos que procuram as empresas de inspeção veicular para regularização e emissão do Certificado de Segurança Veicular (CSV). D

e acordo com o responsável técnico, a maioria dos casos de inspeção é para veículos adaptados para o uso do GNV (Gás Natural Veicular). “O número de procura aumenta principalmente no final de cada mês devido à data limite do licenciamento”, explica Péricles. A equipe da Revisa assegura que toda inspeção feita é sinônimo de garantia nos itens avaliados. “Por isso somos uma empresa acreditada pelo INMETRO e homologada DENATRAN”, comentam.Eles acreditam na importância da fiscalização para o cumprimento do Art.106º do CTB, que exige certificado de segurança em casos de fabricação artesanal ou de modificação do veículo. “Essa seria uma saída para a redução nos altos índices de acidentes fatais nas vias e rodovias de Mato Grosso do Sul, além é claro, de contribuir para uma sociedade menos violenta e um meio ambiente mais conservado, com menos poluição”, concluem.

Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Abate de bovinos deve subir quase 10% no Brasil em 2017, aponta Agroconsult 26 de abril de 2017 O abate de bovinos no Brasil deverá subir para 40,4 milhões de cabeças em 2017, ante 36,9 milhões em 2016, estimou nesta terça-feira a consultori...
Quinze países ainda barram entrada de carne brasileira após Operação Carne Fraca 26 de abril de 2017 Quinze países ainda estão com suspensão total para as carnes brasileira cerca de 40 dias da Operação Carne Fraca. JBS, Marfrig e Minerva Foods re...
Agricultores vão a Brasília para tentar reverter cobrança do Funrural 26 de abril de 2017 Após o Superior Tribunal Federal (STF) declarar constitucional a cobrança do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), grupos de produt...
Em MS, produção de soja é recorde, mas preço ameaça investimentos 26 de abril de 2017 O sojicultor sul-mato-grossense está pagando para trabalhar. Longe de ser um exagero, essa é a realidade do produtor rural diante dos baixos preços...
Carne Fraca: 59 investigados viram réus na operação 26 de abril de 2017 A Justiça acatou nesta terça-feira denúncias contra 59 pessoas investigadas na Operação Carne Fraca, da Polícia Federal. O pedido atende solicit...
Meirelles se reúne com a FPA para discutir Funrural 26 de abril de 2017 O Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, se reuniu nessa terça-feira (25) com a Frente Parlamentar da Agricultura (FPA) para tratar do tema Funrura...
Presidente da FPA o diz que setor terá proposta única para solucionar Funrural 26 de abril de 2017 O deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), afirmou nesta terça-feira (25), após a reunião-almoç...