Notícias

Inspeção veicular reprova mais de 80% por falhas de segurança

15 de agosto de 2009

Mais de 80% dos veículos pesados (caminhões, ônibus e caminhonetes) que são submetidos à inspeção veicular reprovam por apresentar algum problema. Dentre esses, mais de 50% estão com os freios danificados. Esse índice também é grande para carros de passeio. Cerca de 65% dos veículos, geralmente com mais de cinco anos de uso, que são inspecionados reprovam pelo mesmo problema. Segundo o responsável técnico da Revisa, uma das duas empresas credenciadas pelo Inmetro no Estado para a inspeção veicular, Péricles Mainardi, são mais de 130 itens de segurança avaliados. Entre eles os primordiais, como: freios, suspensão, direção, pneus e sistema elétrico. Ele explica que a situação é preocupante. “Nos deparamos com veículos sem condições alguma de estarem transitando nas vias e rodovias.

Esse é um fato preocupante pois apresenta o descaso dos proprietários e que pode ocasionar acidentes gravíssimos”, comenta. Mesmo que a inspeção seja obrigatória, prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), Artigo 106º, são poucos os veículos que procuram as empresas de inspeção veicular para regularização e emissão do Certificado de Segurança Veicular (CSV). D

e acordo com o responsável técnico, a maioria dos casos de inspeção é para veículos adaptados para o uso do GNV (Gás Natural Veicular). “O número de procura aumenta principalmente no final de cada mês devido à data limite do licenciamento”, explica Péricles. A equipe da Revisa assegura que toda inspeção feita é sinônimo de garantia nos itens avaliados. “Por isso somos uma empresa acreditada pelo INMETRO e homologada DENATRAN”, comentam.Eles acreditam na importância da fiscalização para o cumprimento do Art.106º do CTB, que exige certificado de segurança em casos de fabricação artesanal ou de modificação do veículo. “Essa seria uma saída para a redução nos altos índices de acidentes fatais nas vias e rodovias de Mato Grosso do Sul, além é claro, de contribuir para uma sociedade menos violenta e um meio ambiente mais conservado, com menos poluição”, concluem.

Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Expogrande abre o credenciamento para imprensa 30 de março de 2015 CREDENCIAMENTO PARA IMPRENSAPRÉ-REQUISITOS PARA A SOLICITAÇÃO: - aos profissionais que farão a cobertura local, da EXPOGRANDE 2015, somente s...
Produtores de mandioca paralisam colheita e protestam por preço maior 30 de março de 2015 Produtores de mandioca de Ivinhema, a 282 quilômetros de Campo Grande, começaram na manhã de hoje (30) paralisação para reivindicar um preço mí...
15º Leilão Mulher BPW abre circuito da 77ª Expogrande 30 de março de 2015 Tradicionalmente o primeiro leilão da Expogrande, o Leilão Mulher BPW chega à sua 15ª edição com cerca de 1.500 animais de raças tradiciona...
Expogrande: 2º Dia de Campo mostra resultados da Fazenda Baía do Roseiro 30 de março de 2015 No Pantanal de Rio Verde, a Fazenda Baía do Roseiro abre a porteira no dia 25 de abril, sábado, para apresentar os resultados do programa de nutriç...
Indústria considera aceitável aumento de taxas do Moderfrota 30 de março de 2015 As fabricantes de máquinas e implementos agrícolas acreditam que será pequeno o impacto nas vendas do setor após o aumento nas taxas de financiame...
Somar prevê risco de geada em MS e PR para safrinha de milho 30 de março de 2015 As condições climáticas para a safrinha de milho este ano vão desde risco de geadas em Mato Grosso do Sul e Paraná até chuvas entre abril e maio...
Dólar favorece venda da safra nova de soja, diz AgRural 30 de março de 2015 A alta do dólar está estimulando a comercialização antecipada da soja do ciclo 2015/2016. A avaliação é da consultoria AgRural. As vendas da sa...