Notícias

Governador diz no Showtec que Investimento em pesquisa potencializa agronegócio

23 de janeiro de 2020

Mato Grosso do Sul deve registrar neste ano mais uma produção recorde de soja. Projeções do Governo do Estado indicam que a safra 2019/2020 da oleaginosa deve superar os 10 milhões de toneladas. Os números foram destacados pelo governador Reinaldo Azambuja nesta quinta-feira (22) em Maracaju, durante abertura do Showtec – umas das maiores feiras brasileiras de tecnologia para o Agro.

“A estiagem do ano passado fez com que tivéssemos uma perda de mais de 1,2 milhão de toneladas na produção e afetou muito a produtividade. Mas este ano a expectativa é muito boa. Nós tivemos a expansão da área plantada, que chegou a 3,180 milhões de hectares em todas as regiões de Mato Grosso do Sul”, comemorou o governador.
 
Para Reinaldo Azambuja, a atuação do poder público tem papel fundamental no desenvolvimento da agropecuária. Segundo ele, nos últimos cinco anos (2015/2019) foram investidos mais de R$ 8,7 milhões de recursos estaduais em atividades de inovação e tecnologia da Fundação MS, que realiza o Showtec. “Só em 2019 foram R$ 1,8 milhão para potencializar experimentos e novas tecnologias que dão segurança para a produção e aumento da produtividade”, disse.
 
A feira tecnológica de Maracaju que já entrou para o calendário de eventos do Agro no País é referência, pois  difunde tecnologias e fortalece o ambiente técnico científico. O evento aproxima o produtor rural de soluções tecnológicas para o campo, visando o aumento da qualidade da produção. Este ano são 124 empresas participantes do Showtec.
 
Presidente da Fundação MS, Luciano Muzzi destacou que o incentivo que o governo estadual dá para a pesquisa dentro Agro é primordial para o difusão das pesquisas relacionadas a soja e ao milho. “E como são aportados recursos públicos, os resultados desses estudos estão disponíveis para todos os produtores. O acesso é livre e tem impacto democrático no setor”, ressaltou.
 
No site da Fundação é possível buscar por todas as pesquisas. Os trabalhos são voltados para o desenvolvimento tecnológico do agronegócio em ações de adubação, plantio direto, variedades de grãos mais resistentes e herbicidas e fungicidas que protegem a lavoura das pragas.

Fonte: Portal do MS
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Quarta de tempo parcialmente nublado em Mato Grosso do Sul 19 de fevereiro de 2020 A meteorologia prevê quarta-feira (19.02) de tempo firme. O céu em Mato Grosso do Sul deve ficar parcialmente nublado a nublado, e terá pancadas de...
Governo define estratégias para prevenir e combater incêndios florestais em MS 19 de fevereiro de 2020 O Governo do Estado definiu estratégias de prevenção e combate a incêndios florestais em Mato Grosso do Sul ao longo do ano de 2020. Entre elas es...
Embarques de carne bovina continuam aquecidos neste mês de fevereiro 19 de fevereiro de 2020 As exportações de carne bovina in natura referentes aos dez primeiros dias úteis de fevereiro totalizaram 61,18 mil toneladas, com receita de US$ 2...
Mercado de reposição com viés altista 19 de fevereiro de 2020 Na média de todos os estados e categorias de machos e fêmeas aneloradas pesquisados pela Scot Consultoria, as cotações tiveram valorização de 1,...
Campo Grande sediará em junho o II Congresso Mundial de ILPF 19 de fevereiro de 2020 Pesquisadores, professores universitários, estudantes e técnicos já podem submeter seus trabalhos para o II Congresso Mundial sobre Sistemas de Int...
Tereza Cristina defende a realização simultânea das reformas tributária e administrativa 19 de fevereiro de 2020 A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) defendeu nesta quarta-feira (19) que as reformas tributária e administrativa seja...
Acrissul avalia promover Expogrande em dois turnos 19 de fevereiro de 2020 A Acrissul já está dando sequência aos preparativos para a realização da edição de número oitenta e dois da Expogrande. A associação avalia ...


Foto: Divulgação
Reinaldo lembra que a estiagem do ano passado fez com que tivéssemos uma perda de mais de 1,2 milhão de toneladas na produção