Notícias

Agropecuária exportou US$ 8,34 bilhões em junho, recuo de 8,9% sobre 2018

16 de julho de 2019

O agronegócio brasileiro exportou em junho US$ 8,34 bilhões, recuo de 8,9% em relação a igual mês de 2018. Os principais produtos exportados foram carnes (bovina, suína e de frango) e milho. A informação é do Ministério da Agricultura, em nota. Assim, a participação do agronegócio na balança comercial brasileira alcançou 46,3% no mês passado. Já no acumulado do primeiro semestre, as exportações do agronegócio somaram US$ 47,69 bilhões, 3,6% inferior ao que foi registrado de janeiro a junho de 2018, de US$ 49,48 bilhões.

O ministério informa que as exportações de carne tiveram forte alta em junho de 2019 na comparação com igual mês de 2018. Foi exportado o equivalente a US$ 1,32 bilhão em carnes (+84,8%). Grande parte dessa expansão ocorreu em função do aumento da quantidade de carne exportada (+72,2%) embora o preço médio de exportação das carnes também tenha subido (+7,3%). Todas os principais tipos de carnes tiveram avanço no valor exportado, a exceção às carnes de peru (-20,2%).
 
A principal carne exportada em junho foi a carne de frango, com US$ 629,95 milhões (+76,7%). As vendas externas de carne bovina subiram 93%, atingindo US$ 514,41 milhões (+93%). A carne suína teve o maior incremento dentre as carnes, subindo 112,1% e atingindo US$ 136,30 milhões.O milho, com avanço de 932% nas vendas, alcançou US$ 272 milhões, com embarques de 1,4 milhão de toneladas do grão.
 
Os principais países compradores foram Vietnã (US$ 85,1 milhões), Irã (US$ 78,2 milhões) e Japão (US$ 24,4 milhões).Já as importações de produtos agropecuários também diminuíram 1,2%, para US$ 6,96 bilhões no primeiro semestre deste ano. O saldo da balança do agro no semestre foi superavitário em US$ 40,7 bilhões. A participação ficou em 43,4% do total das exportações brasileiras.

Fonte: Revista Globo Rural
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Quinta-feira com possibilidade de chuva forte em algumas regiões do Estado 23 de janeiro de 2020 Mato Grosso do Sul terá uma quinta-feira (23.01) com temperaturas agradáveis e a máxima neste dia fica na casa dos 34°C. A previsão do Institu...
Mercado do boi gordo segue lento em várias praças pecuárias 23 de janeiro de 2020 Normalmente, às terças-feiras, o mercado do boi gordo está mais definido e o fluxo de negócios é maior. Contudo, no fechamento da última terça-...
Ferramentas de baixo custo e com retorno rápido otimizam resultados na propriedade 23 de janeiro de 2020 Os produtores rurais atendidos pelo programa de Assistência Técnica e Gerencial em Horticultura, do Senar/MS, já sabem que implantar a irrigação ...
Preços dos animais de reposição recuaram neste início do ano 23 de janeiro de 2020 O mercado de animais para reposição tem trabalhado com cautela nesse início de ano, devido à pressão de baixa no mercado do boi gordo. Segundo le...
Indústria chinesa inicia operação em outubro e vai gerar 300 empregos em Maracaju 23 de janeiro de 2020 As obras da indústria de processamento de milho da empresa chinesa BBCA, no município de Maracaju, estão em ritmo forte e a produção de amido e f...
Queda no poder de compra do pecuarista em relação ao farelo de soja 23 de janeiro de 2020 O preço do farelo de soja subiu 3,3% em São Paulo em janeiro/20, em relação à média de dezembro/19. Segundo levantamento da Scot Consultoria, a ...
Governador diz no Showtec que Investimento em pesquisa potencializa agronegócio 23 de janeiro de 2020 Mato Grosso do Sul deve registrar neste ano mais uma produção recorde de soja. Projeções do Governo do Estado indicam que a safra 2019/2020 da ole...


Foto: Divulgação
Participação do agro na balança comercial brasileira alcançou 46,3% no mês passado