Notícias

EUA esperam colher sua pior safra de milho em quatro anos

19 de junho de 2019

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) reduziu fortemente sua estimativa para a produção doméstica de milho em 2019/20. Em seu relatório mensal de oferta e demanda, publicado nesta terça-feira, 11, o governo dos EUA cortou a projeção de 15,03 bilhões para 13,68 bilhões de bushels (381,76 milhões para 347,47 milhões de toneladas), o que representaria o menor volume desde a temporada 2015/16.

 
Analistas consultados pelo Wall Street Journal projetavam um corte menor, para 13,903 bilhões de bushels (353,14 milhões de toneladas). A forte redução se deve às chuvas e alagamentos no Meio-Oeste, que atrapalharam bastante o plantio. A previsão de rendimento foi reduzida de 176 para 166 bushels por acre (11,05 para 10,42 toneladas por hectare), ante expectativa de analistas de 170,3 bushels por acre (10,69 toneladas por hectare).
 
Quanto à soja, a estimativa de produção foi mantida em 4,15 bilhões de bushels (112,96 milhões de toneladas), enquanto o mercado esperava 4,092 bilhões de bushels (111,38 milhões de toneladas). A projeção de rendimento também ficou sem alteração, em 49,5 bushels por acre (3,33 toneladas por hectare). O mercado projetava 48,7 bushels por acre (3,28 toneladas por hectare).
 
O USDA também elevou sua previsão para a safra de trigo nos EUA em 2019/20, de 1,897 bilhão para 1,903 bilhão de bushels (51,63 milhões para 51,80 milhões de toneladas), enquanto os analistas esperavam 1,891 bilhão de bushels (51,47 milhões de toneladas).
 
Quanto aos estoques domésticos de soja ao fim da temporada 2019/20, o USDA aumentou sua estimativa de 970 milhões para 1,045 bilhão de bushels (26,40 milhões para 28,44 milhões de toneladas). O mercado previa uma elevação menor, para 987 milhões de bushels (26,86 milhões de toneladas).
 
Para o milho, a projeção de estoques finais em 2019/20 foi cortada de 2,485 bilhões para 1,675 bilhões de bushels (63,12 milhões para 42,55 milhões de toneladas). Os analistas projetavam 1,731 bilhão de bushels (43,97 milhões de toneladas).
 
A previsão para estoques domésticos de trigo em 2019/20 passou de 1,141 bilhão para 1,072 bilhão de bushels (31,06 milhões para 29,18 milhões de toneladas), enquanto o mercado previa uma redução menor, para 1,115 bilhão de bushels (30,35 milhões de toneladas).

Fonte: Estadão Conteúdo
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Segunda-feira de tempo parcialmente nublado com máxima de 34°C no Estado 20 de janeiro de 2020 A semana em Mato Grosso do Sul começa com tempo parcialmente nublado. A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de céu nublado co...
Pressão de baixa continua no mercado do boi gordo 20 de janeiro de 2020 Em São Paulo, o boi gordo caiu na última quinta-feira (16/1) e ficou cotado em R$ 195,00/@, à vista, bruto, R$ 194,50/@, com desconto do Senar, e R...
Carne bovina sem osso caiu 1,1% nesta semana no atacado 20 de janeiro de 2020 Janeiro continua com mais uma semana de retração no mercado atacadista de carne bovina sem osso. Segundo levantamento da Scot Consultoria, nos últi...
Brasil e Alemanha firmam acordo de cooperação técnica no setor agrícola 20 de janeiro de 2020 Os governos do Brasil e da Alemanha assinaram neste sábado (18) memorando de entendimento para Diálogo Agropolítico Alemão-Brasileiro. O acordo fo...
Com recursos do Fadefe, Semagro auxilia implantação de frigorífico em Rio Negro 20 de janeiro de 2020 O município de Rio Negro está perto de ganhar sua primeira indústria, um frigorífico bovino, e a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvim...
Colheita da soja está atrasada no Estado do Mato Grosso 20 de janeiro de 2020 A colheita da soja 2019/20 começou no Estado do Mato Grosso. De acordo com informações do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea)...
Novos adidos agrícolas assumem missão no exterior 20 de janeiro de 2020 Os novos adidos agrícolas começaram a tomar posse nas representações diplomáticas brasileiras no exterior. Antes de iniciarem a missão, os nove ...