Notícias

Na Indonésia, ministra negocia abertura de mercado para carnes brasileiras

21 de maio de 2019

Na última etapa da missão à Ásia, a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) reuniu-se nesta segunda-feira (20) com o ministro da Agricultura da Indonésia, Amran Sulaiman, para discutir a abertura do mercado de carnes brasileiras para o país asiático.

 
Durante o encontro, a ministra pediu uma resposta sobre missão técnica que visitou frigoríficos de diversos estados brasileiros em abril de 2018. Tereza Cristina destacou que o Brasil tem condições de suprir a demanda por proteína animal dos indonésios, principalmente de carne bovina, sendo um fornecedor alternativo e com preços mais baratos em relação à carne da Austrália, de onde vem a maior parte da carne consumida no país.
 
 “É um país que tem 270 milhões de pessoas. Se você somar o Vietnã e Indonésia, teremos um mercado de quase 300 milhões de pessoas que podem consumir vários produtos do agro brasileiro”, disse Tereza Cristina.
 
Já o ministro Sulaiman pediu a redução das tarifas para óleo de palma, importado pelo Brasil.
 
O Brasil cobra 20% na importação do óleo de palma. Já os indonésios querem 2,5%, o mesmo percentual aplicado à soja. Eles argumentam que compram soja brasileira em grande quantidade, são os únicos exportadores de óleo de palma para o Brasil e o ajuste nas tarifas irá beneficiar os pequenos produtores indonésios. De acordo com Tereza Cristina, o governo está avaliando as tarifas de importação e irá analisar o pedido do país.
 
Segundo ministro, eles querem ampliar a pauta de exportações, com a venda de frutas especiais: o mangostim e fruta da serpente.
 
Já em encontro com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Indonésia (Kadin), empresários se ofereceram para destravar a importação de carne halal (que segue princípios islâmicos na produção e no abate).
 
Cooperação
Os indonésios – tanto o ministro da Agricultura quanto empresários – mencionaram interesse em projetos de cooperação em setores da agropecuária, como genética pecuária.
 
A ministra afirmou que a Embrapa poderá ajudar na formulação dos projetos.

Celulose
O último compromisso da comitiva brasileira foi um jantar de trabalho oferecido por empresários indonésios com negócios no Brasil e pelo Comitê Brasil da Kadin, presidido por Anderson Tanoto.
 
Presidente mundial do Grupo RGE (Royal Golden Eagle), conglomerado indonésio na área de celulose, Tanoto confirmou instalação de unidades da empresa no interior de São Paulo. O grupo já tem operações na Bahia por meio da Bracell.
 
Sul-mato-grossense, Tereza Cristina reafirmou que os investimentos no setor de celulose permitiram o desenvolvimento de áreas pobres de Mato Grosso do Sul, com geração de empregos e qualidade de vida. 

Fonte: Ministério da Agricultura
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Meteorologia prevê calor acima dos 40°C para esta quinta-feira no Estado 19 de setembro de 2019 A influência de ventos do quadrante sul, provocou nebulosidade e leve queda nas temperaturas em grande parte de Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira...
ILPF puxa produtividade pecuária e achata produtor menos tecnificado 19 de setembro de 2019 Os elevados índices de produtividade da pecuária em sistema de integração com lavoura e floresta, a ILPF, tendem a elevar a competitividade do set...
Pastos com menor capacidade de suporte geram lentidão no mercado de reposição 19 de setembro de 2019 A demanda está fria no mercado de reposição, o que justifica a lenta movimentação desta semana. Além da qualidade fraca dos pastos, os comprador...
Grupo de trabalho inicia atividades do Observatório da Agropecuária 19 de setembro de 2019 O grupo de trabalho criado para identificar os sistemas e bases de informações que vão fazer parte do Observatório da Agropecuária Brasileira ini...
Confinamento deve crescer para até 5,5 milhões de cabeças 19 de setembro de 2019 O Brasil deve confinar este ano entre 5,3 milhões e 5,5 milhões de bovinos, aumento de 4,5% a 8,5% ante 5,07 milhões de animais engordados no cocho...
Preço do boi gordo sobe em quatro praças 19 de setembro de 2019 Na última terça-feira (17/9), os preços do boi gordo subiram no Norte de Minas Gerais, na região de Três Lagoas-MS, no Oeste do Maranhão e no Su...
Kuwait abre mercado para mel do Brasil 19 de setembro de 2019 A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) anunciou nesta quarta-feira (18) a abertura do mercado do Kuwait para o mel do Bra...


Foto: Divulgação
Vietnã e Indonésia são quase 300 milhões de pessoas que podem consumir vários produtos do agro brasileiro