Notícias

Brasil tem expectativa de habilitar 78 frigoríficos para a China

20 de maio de 2019

“O Brasil tem expectativa de 78 frigoríficos receberem autorização para exportar ao mercado chinês”, é o que informou o comunicado do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento após reunião em Pequim da ministra Tereza Cristina e o administrador-geral de Aduanas da China, Ni Yuefeng.

 
De acordo com a nota divulgada pelo Mapa, ficou fechado que dentro de uma semana a equipe do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento irá encaminhar às autoridades chinesas informações finais sobre os estabelecimentos (carnes bovina, suína e de aves), uma vez que os formulários preenchidos pelas empresas estão sendo revisados pela pasta.
 
“Estamos preparados para ampliar a nossa oferta de proteína animal com qualidade ao mercado chinês sem deixar de cumprir os requisitos sanitários previstos no nosso protocolo bilateral”, disse a ministra no comunicado.
 
O Ministério ainda informou que os dois países irão estudar processo contínuo de habilitação das empresas – especialmente do setor de carnes. “A delegação chinesa pediu agilidade na resolução de pendências dos registros para exportação de pescados e pera. Em troca, o Brasil quer vender melão”, diz a nota.
 
“Quero aumentar substancialmente a confiança mútua nos nossos respectivos sistemas sanitários de inspeção e de quarentena para que novas habilitações de estabelecimentos ocorram de maneira célere e simplificada no futuro”, afirmou Tereza Cristina.
 
Para o segundo semestre deste ano, o administrador-geral de Aduanas da China disse que um comissário virá ao Brasil para trabalhar constantemente com o governo federal e empresas nas questões sanitárias e de quarentena. Segundo a nota, o comissário ficará na embaixada chinesa para facilitar o diálogo com a equipe do ministério.
 
Na visita em 2018, os técnicos chineses vistoriaram 11 frigoríficos, na qual um foi reprovado e dez tiveram de fornecer informações adicionais. O Mapa comunicou que para o encontro em Pequim foi solicitado ao Brasil a lista dos estabelecimentos autorizados a vender para a União Europeia, que totalizam 33.
 
De acordo com a nota, além da lista, a comitiva brasileira levou dados sobre estabelecimentos inspecionados, mas que não são habilitados para a União Europeia; lista de produtores de suínos habilitados para outros mercados exigentes como Estados Unidos e Japão e produtores de bovinos, aves e asininos habilitados para outros mercados exigentes, com exceção da União Europeia.
 
“Seria muito importante que caminhássemos com muitas habilitações, não só das proteínas animais, mas também outros assuntos sobre farelos, leite e frutas. Gostaria que essa parceria fosse constante e também os assuntos do governo chinês, como peixe e frutas. Todos os assuntos bilaterais que temos em andamento”, disse a ministra.
 
Exportadores de carnes
Para o vice-presidente e diretor de mercados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, integrante da comitiva brasileira na China, a meta é buscar o processo contínuo de habilitação dos frigoríficos. “Celebrar a vitória de construir um método. Não adianta selecionar só alguns”, afirmou Santin por meio da nota.
 
Péricles Salazar, presidente da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), avaliou que as negociações foram conduzidas com “maestria” pela ministra. “Ele sugeriu maior interação entre o ministério e o setor para o preenchimento dos formulários a serem enviados ao governo chinês”, diz o comunicado.
 
O Mapa informou que para Tereza Cristina a reunião com o chefe da Aduana foi um sucesso. “Saio satisfeita com o encaminhamento. Se fecharmos datas, prazos e metodologia, será mais fácil para nós e para eles”, finaliza.

Fonte: Portal DBO
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Meteorologia prevê calor acima dos 40°C para esta quinta-feira no Estado 19 de setembro de 2019 A influência de ventos do quadrante sul, provocou nebulosidade e leve queda nas temperaturas em grande parte de Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira...
ILPF puxa produtividade pecuária e achata produtor menos tecnificado 19 de setembro de 2019 Os elevados índices de produtividade da pecuária em sistema de integração com lavoura e floresta, a ILPF, tendem a elevar a competitividade do set...
Pastos com menor capacidade de suporte geram lentidão no mercado de reposição 19 de setembro de 2019 A demanda está fria no mercado de reposição, o que justifica a lenta movimentação desta semana. Além da qualidade fraca dos pastos, os comprador...
Grupo de trabalho inicia atividades do Observatório da Agropecuária 19 de setembro de 2019 O grupo de trabalho criado para identificar os sistemas e bases de informações que vão fazer parte do Observatório da Agropecuária Brasileira ini...
Confinamento deve crescer para até 5,5 milhões de cabeças 19 de setembro de 2019 O Brasil deve confinar este ano entre 5,3 milhões e 5,5 milhões de bovinos, aumento de 4,5% a 8,5% ante 5,07 milhões de animais engordados no cocho...
Preço do boi gordo sobe em quatro praças 19 de setembro de 2019 Na última terça-feira (17/9), os preços do boi gordo subiram no Norte de Minas Gerais, na região de Três Lagoas-MS, no Oeste do Maranhão e no Su...
Kuwait abre mercado para mel do Brasil 19 de setembro de 2019 A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) anunciou nesta quarta-feira (18) a abertura do mercado do Kuwait para o mel do Bra...


Foto: Divulgação
Brasil está preparado para atender aumento na demanda por proteína animal