Primeiro-ministro do Vietnã oferece país como porta de entrada para produtos brasileiros na Ásia

20 de maio de 2019

Na terceira etapa da missão à Ásia, a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) reuniu-se nesta sexta-feira (17) com o primeiro-ministro do Vietnã,  Nguyen Xuân Phúc.

 
Na sede do governo vietnamita, em Hanói, os dois trataram da abertura de mercado para determinados produtos. Brasil quer vender melão e bovinos vivos para o Vietnã. E os vietnamitas desejam exportar camarão e peixes.
 
A ministra informou que as tratativas estão em processo final e a abertura para comércio desses produtos pode ser anunciada em 30 dias. “As duas coisas estão absolutamente andando na mesma velocidade para que a gente possa abrir esse mercado”, ressaltou.
 
O primeiro-ministro propôs que o Vietnã sirva como porta de entrada para os produtos agropecuários do Brasil e do Mercosul no continente asiático. A proposta foi bem recebida por Tereza Cristina.
 
“Nessa troca de visitas entre delegações brasileiras e vietnamitas, podemos colocar como um dos temas a atração de investidores brasileiros para fazer como se fosse um hub de entrada de produtos para atingir esse mercado asiático”, destacou a ministra.
 
Sobre as trocas comerciais, Xuân Phúc destacou a necessidade de equilibrar a balança agrícola. Em 2018, o saldo entre Brasil e Vietnã somou US$ 1,4 bilhão. Atualmente, as exportações do Brasil superam as importações.
 
Com aproximadamente 100 milhões de habitantes, o Vietnã tem apresentado crescimento econômico de 6,5% a 7% ao ano. “Temos uma pauta comercial extensa. Vietnã hoje é um grande parceiro comercial do Brasil. Quando a gente trata de comércio, a gente não trata de ideologia. [...] É um dos principais mercados que queremos atingir de forma mais efetiva”, disse a ministra em vídeo sobre a viagem.   
 
O primeiro-ministro convidou o presidente Jair Bolsonaro a visitar o Vietnã em 2020, quando o país assumirá a presidência da Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean),  formada também pela Indonésia, Malásia, Filipinas, Singapura, Tailândia, Brunei, Myanmar, Camboja e Laos. Tereza Cristina agradeceu a recepção e brincou que voltará ao país para saborearem um churrasco “de carne com camarão”.
 
Ministro da Agricultura
Antes do encontro com o primeiro-ministro, a ministra e parte da delegação estiveram com o ministro da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Xuan Cuong, para debater a abertura de mercado. No encontro, o ministro destacou que o Vietnã é o terceiro maior exportador de camarão do mundo.
 
Em relação às oportunidades de negócios, ele afirmou que a demanda do país por algodão, soja e milho é cada vez maior e o Brasil pode suprir essa necessidade, por ser grande produtor desses itens.
 
A ministra entregou ao ministro o comunicado final da Reunião de Líderes de Agricultura do Hemisfério Ocidental, que ocorreu em Niigata (Japão), quando o grupo firmou a intenção de trabalhar em conjunto “em defesa da segurança alimentar global e do comércio agrícola, com base em princípios científicos e de análises de risco”.
 
Ele também mostrou interesse em cooperação nas áreas de educação e defesa nacional. A ministra informou que levará os pedidos ao governo federal.
Fonte: Ministério da Agricultura