Notícias

Uruguai está a um passo de importar gado vivo do Brasil

15 de maio de 2019
Os frigoríficos uruguaios avançaram nas negociações com o seu governo para obter a certificação sanitária que autoriza a importação de gado vivo do Brasil, informa reportagem publicada pela filial uruguaia do El País Digital.
 
A busca por animais em pé em território brasileiro, diz o jornal, reflete sobretudo os aumentos nos preços do gado no mercado doméstico uruguaio, devido aos baixos estoques de novilhos e, ao mesmo tempo, aos avanços das exportações de carne bovina uruguaia para a China.
 
A diferença entre os preços do gado do Uruguai e os valores vistos nos países vizinhos é bastante clara, informa o El País. Enquanto no Uruguai a referência para um novilho gira em torno de US$ 3,50 por kg de carcaça, no Brasil seu preço é de US$ 2,44/kg. Por sua vez, na Argentina, vale US$ 2,63/kg e no Paraguai, US$ 2,75/kg.
 
O diretor de serviços de pecuária, Eduardo Barre, confirmou que os protocolos de importação ou exportação de gado vivo entre os países do Mercosul (Brasil, Argentina e Paraguai) foram concluídos em março último, segundo o El País. As autorizações envolvem os segmentos de reprodução, de cria/engorda e de abate imediato.
 
Em abril último, as exportações de carne bovina do Uruguai para a China ultrapassaram 22 mil toneladas, marcando um novo recorde histórico para o período. O gigante asiático foi responsável por 68% dos embarques totais dos frigoríficos no mês passado.
 
Em 2018, o Uruguai também aumentou as suas importações de cortes de carnes (bovina, suína e de frango) – tendo o Brasil e o Paraguai como os principais fornecedores. Essa mesma tendência está sendo mantida este ano.
 
Em abril, as importações locais de carnes atingiram um volume recorde de 5.738 toneladas, 14% acima das 5.036 toneladas registradas no mesmo mês de 2018.

Fonte: Portal DBO
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Garantia-Safra pagará R$ 25,2 milhões para cobrir perdas de agricultores familiares com a seca 18 de setembro de 2019 A portaria 4.315, publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (17) pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura,...
Boi gordo: cotações firmes no início da segunda quinzena 18 de setembro de 2019  A oferta de boiadas está restrita e, com isso, o mercado está firme. Segundo levantamento da Scot Consultoria, em São Paulo, na última segun...
Tereza Cristina debate oportunidades de negócios no Brasil com investidores sauditas 18 de setembro de 2019 No último dia da viagem à Arábia Saudita, a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) iniciou a agenda de compromissos dest...
Alta da carne bovina sem osso no atacado 18 de setembro de 2019 Durante a segunda semana de setembro, a carne bovina sem osso teve alta no mercado atacadista, puxada, principalmente, pela oferta comedida de matéri...
Valor Bruto da Produção Agropecuária deve atingir R$ 601,9 bi em 2019 18 de setembro de 2019 O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) deve atingir R$ 601,9 bilhões este ano, com base nos dados de agosto. Esse valor é o segundo maior e...
Pressão de baixa no mercado de couro nacional 18 de setembro de 2019 O lento escoamento do produto não deixa espaço para que haja retomada de preços. O comum, são empresas realizando negócios abaixo da referência ...
Mapa fecha acordos para exportação de frutas, castanhas e derivados de ovos para Arábia Saudita 18 de setembro de 2019 Durante reunião com o CEO da Saudi Food and Drug Authority (SFDA) da Arábia Saudita, Hisham bin Saad Al Jadhey, a ministra Tereza Cristina (Agricult...


Foto: Reprodução
A busca por animais em pé em território brasileiro reflete sobretudo os aumentos nos preços do gado no mercado doméstico uruguaio