Notícias

Governo reajusta preço mínimo de produtos extrativos

11 de janeiro de 2019

Os preços de 17 produtos extrativos da biodiversidade da safra 2019 sofreram reajuste e foram publicados no Diário Oficial da União desta quinta-feira (10). Entre os produtos estão açaí, andiroba, babaçu, baru, borracha natural, buriti, cacau, carnaúba, cera, castanha-do-Brasil, juçara, macaúba, mangaba, murumuru, pequi, piaçava, pinhão e umbu.

O governo federal concede subvenção econômica aos agricultores familiares extrativistas, que desenvolvem suas atividades de forma ambientalmente sustentável. O valor da subvenção é calculado pela diferença entre o preço mínimo e o preço de venda dos produtos extrativos no mercado.
 
A partir de agora, por exemplo, o preço mínimo da borracha natural (Cernambi) para a região do Norte, exceto Tocantins, e para determinados municípios do norte do Mato Grosso, passa a vigorar a R$ 5,58/kg, com alta de 2,95%. Já a amêndoa do cacau teve incremento de 4,56% para os estados do Amazonas e Amapá e vale agora R$ 7,57/kg. O preço do fruto do açaí está em R$1,63/kg, no Norte e Nordeste do país, aumento de 1,87%.
 
Alguns produtos tiveram decréscimo nos valores, como a cera, macaúba, murumuru, pequi e piaçava, devido à redução nos custos calculados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) . Outros, como babaçu e castanha-do-Brasil, tiveram seu preço mínimo mantido. A portaria estabelece os novos valores fixados pelo Conselho Monetário Nacional em favor dos produtores rurais, em reunião realizada em 19 de dezembro do ano passado.

Fonte: Mapa
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Produtores de florestas plantadas querem mais recursos no Plano Safra 22 de março de 2019 Entidades privadas e órgãos do governo representativos do setor florestal estiveram reunidos nesta quinta-feira (21), na Câmara Setorial da Cadeia ...
Em Cuiabá, MS discute Fundos emergenciais de saúde animal 22 de março de 2019 Dentro do Programa Nacional de Febre Aftosa (PNEFA), que prevê a retirada da vacinação no Brasil nos próximos anos, um dos temas que requer grande...
Acesso à internet no campo deve ter proposta para ampliação neste ano 22 de março de 2019 O Secretario de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Fernando Camargo, de...
Cotações da arroba do boi gordo segue em alta pelo Brasil 22 de março de 2019 A oferta curta de boiadas terminadas ainda tem ditado o rumo das cotações da arroba do boi gordo. No fechamento da última quarta-feira (20/3) as al...
Tereza Cristina diz a investidores que é hora de olhar para oportunidades 22 de março de 2019 A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) disse nesta quinta-feira (21) em Nova York a executivos de grandes fundos de inves...
Balanço do mercado da carne bovina no atacado é fraco 22 de março de 2019 Desde que 2019 começou já se passaram 11 semanas e o preço da carne bovina sem osso vendida no atacado caiu em oito. Nos primeiros meses do ano ess...
Análise do cadastro rural deve ser automatizada, disse Valdir Colatto 22 de março de 2019 O diretor geral do Serviço Florestal Brasileiro, Valdir Colatto, apresentou nesta semana durante a 87° reunião da Associação Brasileira de Ent...


Foto: Divulgação
Alguns produtos tiveram decréscimo nos valores, como a cera, macaúba, murumuru, pequi e piaçava