Notícias

Saldo da balança do agro em junho é de US$ 8,17 bilhões

16 de julho de 2018

A Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou nesta sexta-feira (13) o resultado das exportações do agronegócio brasileiro, que alcançaram US$ 9,21 bilhões, em junho, recuando 0,7% em comparação com os US$ 9,27 bilhões exportados em junho do ano passado. O agro representou 45,6% do total das vendas externas brasileiras no mês. As importações no setor totalizaram US$ 1,04 bilhão em junho, com retração de 10,1% em relação ao mesmo período de 2017. Como resultado, o saldo da balança comercial do agronegócio no mês foi de US$ 8,17 bilhões (+0,7%).

Além da soja, com participação de 53,5% das exportações do setor em junho, os outros quatro principais segmentos foram: produtos florestais (14,4%), carnes (8,3%), complexo sucroalcooleiro (7%) e café (3,9%). Em conjunto, as vendas externas dos cinco setores apresentaram participação de 87% do total exportado pelo agro brasileiro em junho de 2018.
 
A região asiática, com destaque para a China, continuou como principal destino das exportações do setor nos últimos 12 meses (julho/2017 a junho/2018), como também no primeiro semestre do ano (janeiro a junho) e, em junho deste ano, com embarques, sobretudo, de soja em grãos e celulose.
 
O segundo principal mercado de destino das exportações do agronegócio brasileiro, em junho, foi a União Europeia, com incremento das vendas, principalmente, de farelo de soja (+US$ 94,70 milhões), celulose (+US$ 60,36 milhões), suco de laranja (+US$ 35,40 milhões) e café verde (+US$ 17,64 milhões).
 
O boletim da Balança Comercial do Agronegócio destaca cenário favorável para as vendas externas do complexo soja (grãos, farelo e óleo), com base no último levantamento da Safra 2017/2018 realizado pela Companhia Brasileira de Abastecimento (Conab), que estima que a produção de soja alcançará 119 milhões de toneladas, em alta de 4,2% sobre a safra anterior.
 
A Conab também estima que a exportação total brasileira para este ano atinja 72 milhões de toneladas de soja, o que superaria em 5,6% o volume do período anterior. No primeiro semestre (janeiro a junho), o Brasil já embarcou 46,27 milhões de toneladas do grão, gerando receita de US$ 18,43 bilhões. Os aumentos frente ao mesmo período de 2017 foram de 5,2% em quantidade e de 10,6% no valor exportado, resultado da elevação do preço médio em 5,1%, que proporcionou registros de novos recordes de valor e quantidade.

Fonte: Mapa
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Acrissul e ABCC definem agenda do cavalo crioulo para 2019 12 de dezembro de 2018 A Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) e uma delegação da ABCCC (Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Crioulo) def...
“Presidente nos deu carta branca pra fazermos o Ministério dos sonhos”, diz Tereza Cristina 12 de dezembro de 2018 A futura ministra da Agricultura e Pecuária, deputada Tereza Cristina (DEM-MS), está a poucos dias de concluir a restruturação da pasta que irá c...
Contêiners vão a leilão presencial hoje à tarde em Campo Grande 12 de dezembro de 2018 Trinta contêineres metálicos, estruturados e adaptados para funcionar como salas de aula (em áreas urbanas ou rurais), são as principais atraçõe...
Bancada ruralista defende prorrogação do prazo para Refis do Funrural 12 de dezembro de 2018 A Frente Parlamentar Agropecuária (FPA) quer que o governo do presidente Michel Temer edite uma Medida Provisória (MP) prorrogando novamente o prazo...
Mercado do boi gordo com cenários distintos 12 de dezembro de 2018 Em algumas regiões, a oferta moderada de boiadas mantém as cotações firmes, com os compradores ofertando preços maiores pela arroba.É o caso de ...
IBGE confirma otimismo e produção de soja deve crescer 3,6% em MS 12 de dezembro de 2018 O segundo prognóstico para a safra 2019, divulgado nesta terça-feira (11) pelo IBGE, mantém a previsão de produção recorde de soja em Mato Gross...
Ritmo acelerado no mercado de animais para reposição 12 de dezembro de 2018 O mercado de reposição segue com bom ritmo de negociações e como a oferta de animais está abaixo da demanda, as cotações estão firmes. Al...


Foto: Arquivo
A região asiática, com destaque para a China, continuou como principal destino das exportações do setor nos últimos 12 meses