Notícias

Acrissul inicia novo movimento para reduzir ICMS do gado em pé

04 de julho de 2018
A Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) vai iniciar um novo movimento para reivindicar do Governo do Estado uma nova redução do ICMS para vendas interestaduais do boi em pé para abate, a exemplo do que ocorreu no ano passado quando o tributo foi reduzido de 12% para 7% por 90 dias.
 
Segundo o presidente da entidade, Jonatan Pereira Barbosa, nos estados vizinhos – Mato Grosso e Goiás – a alíquota de ICMS para venda interestadual de gado em pé está em 7%, enquanto em Mato Grosso do Sul é de 12%. "Estamos conversando com setores do governo estadual para que a pecuária seja novamente socorrida nesse momento de grave crise pela qual passa o segmento", analisou.
 
A preocupação da Acrissul é que com a crise na pecuária o abate vem sofrendo redução e os frigoríficos operam com escalas bem curtas, em função da queda sentida no consumo. Números do IBGE indicam que no primeiro trimestre de 2018 os abates cresceram 14% em relação ao igual período do ano passado. Entretanto, caíram 6,9% em relação ao trimestre imediatamente anterior. 
 
Outra preocupação manifesta pela Acrissul é que estamos em plena seca e se o comércio dos animais em ponto de abate não for estimulado vão acabar perdendo peso, o que resultado em mais prejuízos para o pecuarista, agravado também pelo alto custo de suplementação desses mesmos animais. "Nesse caso o prejuízo é duplo: para o produtor que não vende e para o Estado que deixa de arrrecadar", pondera Jonatan Barbosa.
 
EXPERIÊNCIA POSITIVA
No ano passado a Acrissul engrossou um movimento semelhante e que acabou por o Governo do Estado reduzindo por 90 dias o ICMS do boi gordo para venda interestadual de 12% para 7%. De janeiro a junho, antes da publicação do decreto, os produtores rurais de Mato Grosso do Sul comercializaram 89.346 animais para abate. Já nos meses de julho e agosto a venda de gado para abate atingiu um total de 74.089 animais.
 
Segundo a Secretaria de Fazenda, isso significa dizer que após o incentivo do Governo do Estado, em apenas dois meses (julho e agosto) as vendas alcançaram 83% de todo o montante comercializado nos meses anteriores.
 
"No atual cenário é melhor para todos que a alíquota do ICMS seja novamente reduzida", conclui Jonatan.
 
Nos estados de Mato Grosso e Goiás a pressão dos produtores rurais é que a alíquota seja reduzida para algo em torno de 4% a 5%.
 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Acrissul
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Decisão judicial assegura atividades da Expogrande 2019 22 de fevereiro de 2019 Decisão proferida no dia 21 de fevereiro último pelo juiz José Henrique Neiva de Carvalho e Silva, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e...
Sexta-feira ainda com céu nublado e chance de chuva para Mato Grosso do Sul 22 de fevereiro de 2019 A sexta-feira (22.02) não deve apresentar grandes mudanças no tempo em Mato Grosso do Sul. O céu continua parcialmente nublado com pancadas de chuv...
Investimentos do Plano Agrícola e Pecuário têm crédito adicional de R$ 791 milhões 22 de fevereiro de 2019 Os produtores rurais terão mais R$ 791 milhões para seus investimentos no Plano Agrícola e Pecuário 2018/19, com a autorização de remanejamento ...
Oferta reduzida dificulta compra dos frigoríficos 22 de fevereiro de 2019 O cenário na maioria das regiões é de mercado travado, com equilíbrio entre oferta restrita e lento escoamento. No fechamento da última quarta-fe...
Ministra afirma que questão do leite em pó está superada 22 de fevereiro de 2019 A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, afirmou nesta quinta-feira (21) que a questão da taxa de importação do leite...
Carne bovina: queda nos preços no atacado na primeira quinzena 22 de fevereiro de 2019 Desde o final de dezembro do ano passado, a carne no atacado ficou 7,3% mais barata, na média de todos os cortes. Esse comportamento foi puxado pelos...
Ministra: “Temos de evoluir em nossos sistemas de fiscalização e controle” 22 de fevereiro de 2019 A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, defendeu nesta quinta-feira (21) a adoção de procedimentos de fiscalização ...


Foto: Reprodução
Expectativa é desovar estoque de gado gordo em pleno período da seca